Quanto menos informação menos cidadania. A História nos mostra, desde Atenas que o Conhecimento Humano só se desenvolve e frutifica alimentado pela Liberdade sob a Égide da Democracia. A perda de cidadania foi sempre, mesmo para os grandes Impérios, a condenação à Decadência.
Voltar
...........................................................
Quanto menos liberdade, menos cidadania alguém poderia querer corrigir. Acontece que a informação precede à escolha. A informação é pré-requisito para a própria liberdade. .........................................................................................
A Física começou a patinar lá por 1929 com a Teoria de Partícula Onda de De Broglie. Faltava uma ferramenta Matemática para descrever um novo fenômeno físico. Quando em 1945 explodiram as primeiras bombas atômicas, a Física Nuclear passou a ser assunto militar, altamente sigiloso e portanto segredo de Estado. .........................................................................................
O extraordinário desenvolvimento da Europa deveu-se a disponibilidade de Energia. Havia na Europa carvão de fácil obtenção que lá promoveu um desenvolvimento fantástico se comparado a outras áreas do globo. .........................................................................................
Com a descoberta do uso do petróleo um novo ciclo começou. .........................................................................................
O século XX foi o século do petróleo. Generosa fonte de energia responsável maior, a meu ver, por todo o maravilhoso avanço científico e tecnológico do século XX. .........................................................................................
O ciclo do petróleo deveria ter se exaurido na década de setenta. .........................................................................................
Deveríamos estar usando uma nova fonte de Energia. .........................................................................................
Os entraves no desenvolvimento da Física deram ao petróleo uma perigosa sobrevida, estamos ameaçando a própria sobrevivência da humanidade. O fato é que o próprio petróleo está se exaurindo. Estamos vivendo um momento crítico na História da Humanidade, ou tomamos juízo e procuramos uma fonte de energia abundante e limpa ou será a nossa extinção. O colapso de energia nos levará a guerras, desemprego e convulsões sociais. Não há como fugir disso, pela simples razão que o bem estar estará cada vez mais limitado, inclusive dentro dos chamados paises ricos. .........................................................................................
Passei quase quatro décadas de estudo solitário e independente. Estudei o que tive vontade, desde informática (linguagem assembler) até filosofia e Grego clássico sem ter que prestar contas a ninguém. Veja mais no resumo da minha biografia. Certa ocasião, me queixando do meu isolamento e de me sentir fora da comunidade científica, o professor Gilberto Chierice me advertiu que eu tive a oportunidade de fazer descobertas que ninguém poderia fazer, preso às limitações da vida acadêmica (especialização, pesada carga horária de aulas, obrigação de apresentação compulsória de trabalhos para provar atividade acadêmica). Isto fez pesar, e muito, em meus ombros a responsabilidade de divulgar conhecimentos que para mim sempre foram lúdicos, mas que podem ser importantíssimos na própria sobrevivência da humanidade. .........................................................................................
Eis a razão deste site: a imperiosa obrigação de divulgar o que para mim tem sido um brinquedo, mas que de forma nenhuma me pertence. .........................................................................................
Eu preciso ser extremamente cuidadoso!
.........................................................................................

Eu sou um pesquisador solitário e conseqüentemente independente. .........................................................................................
Pesquisei a respeito daquilo que despertou meu interesse. .........................................................................................
Tive excelentes resultados. .........................................................................................
Paradoxalmente sou prisioneiro do meu próprio sucesso. Eu me explico. .........................................................................................
Pretendo em 2010 me dedicar a dois trabalhos. .........................................................................................
Devo terminar meu livro "Hiperfísica", quase pronto, mas não sei se me resta tempo de vida e lucidez para escrever "Física da Matéria". .........................................................................................
O primeiro trabalho de 2010 refere-se a "Introdução às Propriedades Físicas e Matemáticas da Luz da Antimatéria – Beluz". Trata-se de um trabalho essencialmente matemático. Apenas para lhe dar uma idéia, se o meu querido leitor for versado em Matemática, os autores dos livros que usarei como referências são: Lev Davidovich Landau, Tullio Levi-Civita e James Clerk Maxwell. Eu gosto de beber nas fontes. É um trabalho para ser lido e compreendido por poucos homens de ciência com profundos conhecimentos de Matemática e Física. Por tratar-se de um trabalho para um público extremamente restrito não será colocado neste site. .........................................................................................
O segundo trabalho para 2010 será um estudo de um novo hormônio vegetal. Será uma apresentação à Comunidade Científica de hormônio vegetal muito pouco conhecido, certamente com interesse para Agronomia. Não é assunto para este site. .........................................................................................
Em 2011 serão outros dois trabalhos. .........................................................................................
O primeiro será a publicação de um método de criptografia desenvolvido por mim anos atrás. Ele exige alguns conceitos de Estatística que a comunidade científica ainda não conhece. Um sistema que é absolutamente impossível de ser quebrado pelos nossos atuais computadores e certamente pelos computadores quânticos que ainda não foram construídos. Mesmo com o conhecimento do método, com os dois textos, com o texto base e com o texto codificado, sem as chaves não será possível acrescentar uma única palavra ao texto codificado!
.........................................................................................

O segundo é um novo sistema de controle. É o sistema de controle do Século XXI. Será usado nos tornos mecânicos automáticos, nos aviões do futuro (asas voadoras), nos mísseis, etc. Não é matéria para este site. .........................................................................................
Em 2012 eu pretendo, através de modelos, aprimorar um novo combustível para foguetes de médio e grande porte (balísticos intercontinentais, veículos lançadores de satélites, etc). Eu não gosto da configuração atual que usa combustível líquido e é extremamente perigosa e cara. Desde jovem eu fazia meus foguetinhos. Naquela época não havia restrição de vendas de produtos químicos e eu preparava desde o propelente até a casca feita de folhas de alumínio e cola. Aprendi muito. Eu nunca me queimei, eu nunca me machuquei. Eles tinham um palmo de altura, do tamanho de um lápis e subiam a mais de 15 ou 20 metros. Era uma grande emoção vê-los subir soltando fogo como se fossem foguetes de verdade! Os princípios usados em quaisquer foguetes são absolutamente os mesmos. Qualquer especialista pirotécnico conhece muito a respeito de foguetes. Quiçá tenha apenas a prática, mas chega a bons resultados. Talvez eu consiga também neste campo deixar minha contribuição. .........................................................................................
Há anos que tento publicar meus trabalhos nas melhores academias de ciências do mundo. Ninguém me dá ouvidos. Ninguém acredita que um homem sem recursos possa produzir qualquer trabalho de valor. Ainda mais sendo um sul-americano!
.........................................................................................

Que grande paradoxo !
.........................................................................................

Entretanto se eu não for extremamente cuidadoso ao publicar meus trabalhos posso ser acusado de ajudar terroristas e sofrer com isso sérias conseqüências. Mesmo em publicações visando apenas garantir direitos autorais, por segurança, sou obrigado a omitir informações que tornem estes projetos realizáveis. Um código que não pode ser quebrado seria muito útil aos terroristas, pois suas comunicações sairiam do controle dos serviços de segurança. Foguetes com maior alcance, mais fáceis de serem construídos, mais baratos são o sonho de nações rebeldes. Só para citar dois exemplos. .........................................................................................
A humanidade nem sonha com a importância do conhecimento de Beluz. .........................................................................................
O pesquisador e economista do CEPN (Centre d'Economie de Paris Nord) Benjamin Coriat, autor de dez livros, nos conta em uma entrevista na televisão que o TRIPS (Trade Related Aspects of Intellectual Property Rights) de 1994 garante o direito de patente dos princípios fundamentais. Todas as descobertas futuras decorrentes da primeira patente ficariam sujeitas a pagar direitos autorais ao detentor da primeira patente. Para termos uma idéia do que significam estes direitos de propriedade intelectual vamos dar um exemplo apontado pelo próprio Coriat. Em 2000, o tratamento da AIDS (com três medicamentos) era vendido pelas empresas dos países desenvolvidos por U$12.000,00 a U$14.000,00 por paciente por ano. A Índia que aderiu ao TRIPS somente em 2005 vendia para os países do terceiro mundo este mesmo coquetel de medicamentos por U$140,00. .........................................................................................
Nenhum economista pode prever o valor da patente de Beluz, da mesma forma que era impossível prever o valor da patente do transistor e do laser. .........................................................................................
Quando eu era jovem, era a época do Viet Nam. Eu soube que os americanos usaram o agente laranja (dioxina) como desfolhante. Acontece que o agente laranja é extremamente venenoso, cancerígeno e teratogênico. Isto foi para mim um trauma muito forte. Eu nunca me recuperei desta ferida. Não quero comentar o fato. Eu tive uma grande decepção pela Grande Nação Americana que eu amo muito, por quem eu sempre tive uma grande admiração e respeito. É como descobrir uma falta grave em seu pai ou em sua mãe. Eu nunca me superei desta decepção. Eu tenho os mesmos ideais dos fundadores da Grande Nação Americana, mas a partir daí eu não acredito nos ideais de mais ninguém. Entretanto eu admiro, desde jovem, os países escandinavos pela sua justiça social. .........................................................................................
Eu tentei doar os direitos autorais de Beluz para uma Família Real escandinava exatamente pelo senso que os escandinavos tem dos direitos sociais do homem. Escrevi para vários membros da Família Real da Suécia e para a Família Real da Noruega. Nem me responderam. .........................................................................................
Eles não acreditam que um sul-americano sem recursos possa produzir algum trabalho de valor. Como isto pode ser possível se os americanos e os europeus gastam fortunas, bilhões de dólares em pesquisas quase sem resultados?
.........................................................................................

Eu responderei com a ajuda de "LE MATIN DES MAGICIENS" escrito por Louis Pauwels e Jacques Bergier (físico nuclear). Os originais você pode encontrar na versão francesa deste site. As traduções são de Gina de Feitas. .........................................................................................
Nos conta L. Pauwels:
.........................................................................................

A este respeito há uma página imortal. É o relato da recepção do fonógrafo na Academia de Ciências de Paris: "Assim que o aparelho emitiu algumas palavras, o Sr. Secretário Perpétuo precipita-se sobre o impostor e aperta-lhe a garganta com pulso de ferro. Vocês vão ver! Disse aos colegas. Mas, perante o assombro geral, o aparelho continuou a emitir sons". .........................................................................................
Prossegue mais adiante em "Le matin des magiciens":
.........................................................................................

De fato, acabamos por acreditar que o progresso dos conhecimentos já não é possível sem equipes numerosas, sem uma enorme aparelhagem, sem um financiamento considerável. Ora, as descobertas fundamentais, como, por exemplo, a radioatividade ou mecânica ondulatória, foram realizadas por homens isolados. A América, que é o país das grandes equipes e das grandes possibilidades, espalha atualmente agentes pelo mundo inteiro em busca de espíritos originais. O diretor da investigação científica americana, o Doutor James Killian, declarou em 1958 que era prejudicial confiar-se apenas no trabalho coletivo e que achava necessário que se fizesse apelo aos homens solitários, portadores de idéias originais. Rutherford efetuou os seus trabalhos mais importantes sobre a estrutura da matéria com latas de conserva e pedaços de barbante. Jean Perrin e Mme Curie, antes da guerra, enviaram os seus colaboradores ao Marché aux Puces, aos domingos, em busca de um pouco de material. Evidentemente, os laboratórios com aparelhagem poderosa são necessários, mas seria importante organizar uma cooperação entre esses laboratórios, essas equipes, e os originais solitários. .........................................................................................
E no fim do livro:
.........................................................................................

Um homem genial, pertence à nossa espécie, um Einstein, por exemplo, publica os frutos do seu trabalho. Faz-se notado. O que lhe provoca muitos aborrecimentos, hostilidade, incompreensão, ameaças, exílio. Einstein, no fim da sua vida, declara : "Se eu soubesse, seria encanador". Acima de Einstein o mutante é suficientemente inteligente para se esconder. Guarda para si as descobertas feitas. Vive uma vida tão discreta quanto possível, tentando simplesmente manter contato com outras inteligências da sua espécie. Bastam algumas horas de trabalho por semana para prover às suas necessidades e utiliza o resto do seu tempo em atividades de que não temos a menor idéia. .........................................................................................
Até mesmo o profundo conhecimento que tenho de Física Nuclear, pela qual tenho paixão desde os tempos de ginásio, pode se tornar perigoso para minha segurança e bem estar. Ainda que neste contexto a construção de bombas nucleares tenha importância absolutamente secundária. .........................................................................................
Mas que grande ironia !
.........................................................................................

Certamente uma fonte de energia abundante e limpa vai depender, e muito, dos conhecimentos de Hiperfísica da qual ninguém quer saber. .........................................................................................
O Mundo já está em guerra. Eu li muitas vezes na mídia que as guerras do Afeganistão e do Iraque escondem a necessidade que as nações têm de petróleo. Há neste instante várias guerras no Mundo por causa da falta de água ou por disputa de água. .........................................................................................
Não há falta de água no Planeta Terra que tem ¾ de sua superfície cobertas com água. Falta água limpa e potável. Abunda água suja, salobra ou salgada. Para ser água limpa é necessária muita energia barata. .........................................................................................
Não há falta de minerais nos oceanos. Nos oceanos encontramos uma grande abundância de todos os elementos que ocorrem na Natureza, menos uns poucos que não ocorrem naturalmente, como o Tecnécio, por exemplo. O que falta é energia abundante e barata para que eles possam ser retirados das águas dos oceanos. .........................................................................................
Eu, Manoel Carlos, vivo um clássico dilema grego. .........................................................................................
Nós já estamos em guerra, nós já estamos sentindo os efeitos da falta de energia limpa, abundante e barata. A COP15 deixou bem claro que nenhum governante tem condições políticas de impor aos seus governados sacrifícios de renúncia do seu bem estar. Se nada for feito estaremos caminhando para uma sucessão de catástrofes que fugirão ao controle de todos os governos e podem extinguir a humanidade. .........................................................................................
Várias civilizações sucumbiram pela falta de recursos. A falta de recursos precede guerras que levam à destruição total. Para citar apenas uma: a Civilização Maia.
.........................................................................................

Que grande angústia!

Pai, se possível, afasta de mim este cálice! Entretanto seja feita não a minha, mas a Tua vontade. Mt 26.39
.........................................................................................

Não posso falar e não sou ouvido em conhecimentos que podem determinar a sobrevivência da humanidade. .........................................................................................

Voltar